grinin elli tonu izle

CENFI 121 – Estágio em família

18/09/2019

Missionários/as do CENFI viveram uma semana junto às famílias da Paróquia São José Esposo de Maria, em Sobradinho II

 

18/09/2019

 

O Centro Cultural Missionário (CCM) de Brasília (DF) acolhe, desde o dia 21 de julho para o 121º Curso de Iniciação à Missão no Brasil, missionários e missionárias vindos de 14 países, num total de 23 cursistas. O curso se estende até o dia 31 de outubro do corrente ano.

Na programação do curso, além da aprendizagem da língua portuguesa, da realidade socioeconômica, política, religiosa e vida comunitária, é previsto um Estágio em Família durante 7 dias, que foi realizado na última semana, de 07 a 14/09.

Pudemos sentir de cada um dos missionários e missionárias que a experiência foi altamente positiva. As famílias também expressaram o seu carinho e alegria na missa de encerramento que aconteceu no dia 14 de setembro, às 19h, presidida pelo pároco da Paróquia São José Esposo de Maria, de Sobradinho II, Pe. Sérgio Luiz Pereira de Sousa.

O testemunho dos missionários/as nos ajuda a entender o valor deste estágio em família dentro do programa do curso.

A Irmã Hlomatsi Amivi (Marcelline), do Togo, Congregação dos Santos Anjos, ao ser perguntada sobre como se sentiu em estar junto às famílias acolhedoras, assim se expressou:

“Foi uma grande experiência para nós e para as famílias. Os encontros sempre foram carregados de alegria comunicada e recebida. Durante as visitas entre famílias, geralmente ouvimos os pais se expressarem com alegria, agradecendo-nos pelo vínculo que os fizemos tecer. Algumas famílias até testemunharam que, embora participem da mesma paróquia, nunca entraram na casa de outros, mas graças à presença dos missionários, isto aconteceu. Cada um de nós teve a graça de participar da vida da família, de suas alegrias e tristezas. Sentimos que as famílias precisam ser ouvidas e ajudadas. A alegria contagiou a todos, sinal de que o estágio em família foi bem positivo”, concluiu Ir. Marcelline.

O leigo Fabiano Brusamento, da Diocese de Padova/Itália, Fidei Donum, lembra: “foi uma experiência interessante e útil para todos nós missionários/as. Sentimos como é a realidade familiar e por isso foi um momento rico para nós. A experiência despertou em nós o gosto de continuar conhecendo a realidade das famílias brasileiras. A despedida, no entanto, foi marcante, pois criamos laços de amizade bem significativos. Para algumas famílias, a presença do missionário/a foi um momento de transformação e reconciliação, concluiu Fabiano.

A Irmã Olinda Soares, do Timor Leste, da Congregação das Filhas da Caridade Canossiana, disse: “De forma geral ficamos felizes com a experiência do estágio nas famílias. A nossa presença possibilitou às famílias se reunirem e também fez com que elas se conhecessem. A alegria de nós missionários/as cresceu por ver que fomos acolhidos como se estivéssemos chegando em nossas próprias famílias. Sentimos o carinho, atenção, preocupação com cada uma/um de nós como se fôssemos filhos e filhas deles. Penso que nós também deixamos uma imagem de vocacionados comprometidos com o seguimento de Jesus Cristo, isso pudemos perceber em cada família acolhedora. Agradecemos a cada uma das famílias acolhedoras e o nosso compromisso de rezar por elas, relatou Ir. Olinda.

O Curso de Iniciação à Missão no Brasil pode ser comparado a uma frase célebre de Guimarães Rosa: “A terra não se alimenta de tempestades, mas de chuva fina”. O curso é como a chuva fina que encharca o missionário/a, tornando-o/a apto/a a ir e fazer outros discípulos missionários de Jesus Cristo. Ir em missão é, antes de tudo, sair de si, quebrar a crosta do egoísmo, testemunhar, cultivar um estilo de vida segundo a vontade de Deus e, acima de tudo, colocar-se a serviço, como Jesus Cristo fez.

O Estágio em Família é um tempo especial em que o missionário/a vai recolhendo no dia a dia as manifestações de Deus que o impulsionam a um ardor missionário ainda maior.