grinin elli tonu izle

COMIRE – Diocese de Franca

Aconteceu, dos dias 26 a 28 de maio, o 37º Encontro Estadual Missionário, do Conselho Missionário Regional (COMIRE) Sul 1 da CNBB na Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Capelinha), na Diocese de Franca/SP, com a presença de 152 missionários de diversas dioceses do estado, mais 60 pessoas envolvidas nas equipes de trabalho que tornaram possível a realização deste Encontro em preparação para o 4º Congresso Missionário Nacional, que será realizado no mês de setembro na Arquidiocese de Olinda e Recife.

Na sexta-feira, após a recepção e jantar dos missionários, a coordenadora do COMIRE, Maria de Fátima Silva, apresentou o bispo referencial da Animação Missionária no regional: Dom José Luiz Bertanha, o bispo diocesano de Franca: Dom Paulo Roberto Beloto e o autor do Hino e da Oração do Encontro: Pe. Mário Reis Trombetta e o Frei José Carlos Barbosa, pároco da Paróquia Capelinha. Após todas as dioceses e organismos presentes terem sido acolhidos eles falaram de sua alegria pelo momento e por todos que ali estavam.

Pe. Everton Aparecido da Silva, da diocese de Presidente Prudente e assessor do COMIRE, explicou os objetivos propostos para o Encontro.

Após a Missa de Abertura, presidida por Dom Paulo na Igreja Matriz da Paróquia, os missionários foram descansar nas casas das famílias que os acolheram.

O sábado iniciou-se com a Oração do Terço Missionário conduzido pelo Pe. José Stella da OCM (Obra dos Cenáculos Missionários).

Enquanto os missionários estavam no auditório, grupos de oração da diocese se revezaram para estar com a imagem missionária de Nossa Senhora Aparecida, em uma capela que foi montada especialmente para isso.

A assessoria foi do Pe. Estevão Raschietti, responsável pelo Centro Cultural Conforti (CCC), em Curitiba, no Paraná e que foi, por muitos anos, diretor do Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília/DF. Tendo em mãos o texto-base do Congresso Nacional, os participantes ouviram Pe. Estevão falar sobre o paradigma da saída missionária e a Igreja sinodal que é da escuta e da reciprocidade e sobre a verdadeira alegria do Evangelho que é fazer a vida se tornar um dom.

Pe. Valdomiro José de Souza, coordenador diocesano de pastoral e Pe. Fábio Girolamo, assessor de uma das Oficinas Temáticas, ambos de Franca, falaram da honra em poder acolher e participar do Encontro e sobre os temas abordados que, com certeza, trariam grande contribuição a todos.

Após o almoço, nas Oficinas Temáticas, os encontristas conversaram sobre missão, comunhão, sinodalidade, refugiados, migrantes, pastorais sociais, missão ad-gentes, vocação missionária, profecia e martírio. Tudo sob a ótica da Igreja em saída.
No plenário foram apresentadas as conclusões das Oficinas e o Pe. Estevão concluiu com uma pequena reflexão para cada tema.

A missa desse dia foi com a Comunidade Paroquial, presidida por Dom José Luiz.

Na Noite Cultural houve apresentações da Companhia de Folia de Reis Irmãos Costa e da cantora mirim Gabriele Trovo que cantou com Pe. Antônio Maria no telão e com seu pai Osmar Trovo. Houve também a oração do Ofício Divino das Comunidades com a presença de comunidades religiosas de matriz africana. Todos da cidade de Franca.

O domingo iniciou-se com a Celebração Eucarística de Envio, presidida por Dom José Luiz, onde os missionários receberam a cruz e foram motivados, pelo Evangelho do dia e pelas palavras do bispo, a serem comunicadores de esperança e paz.

Dom José Luiz e Pe. José Eugênio Fávero, da arquidiocese de Campinas e responsável pelo Projeto Missionário do Regional com a diocese de Pemba, no Moçambique, falaram sobre seus desafios e perspectivas e partilharam experiências missionárias no continente africano.

Os que irão participar do Congresso Nacional, receberam todas as orientações necessárias e nas reuniões por sub-regiões conversaram sobre formas de se articular e animar as dioceses e depois apresentaram essas conclusões no plenário.

O Conselho Missionário Diocesano (COMIDI), que organizou o Encontro, partilhou a experiência de como envolveu a diocese na organização e como reduziu o custo que os participantes investem, arrecadando mantimentos e conseguindo patrocínio para os materiais. Partilhou também da imensa felicidade e satisfação das famílias que acolheram os missionários em suas casas, experiência que está em consonância ao que foi falado pelo Pe. Estevão sobre o missionário ser aquele que é acolhido, que é hospede por estar fora de sua casa, cumprindo o chamado que foi feito a todos desde o batismo.

Foi feito um agradecimento especial à equipe de cozinha, de canto, e a todos os missionários da diocese pelo carinho com que se envolveram na preparação e realização de cada momento.

A Oração de Encerramento foi um momento mariano e a entrega da imagem de Nossa Senhora Aparecida para a diocese de São José dos Campos, que sediará o Encontro em agosto de 2018.

Agora o COMIDI prepara celebrações nas paróquias das famílias acolhedoras, para agradecer pela disponibilidade e também uma celebração com todos os que trabalharam, para uma ação de graças a Deus.

Kika Alves – coordenadora do COMIDI de Franca
Mais fotos: https://www.facebook.com/comidifranca/