grinin elli tonu izle

Pérolas identificadas e partilhadas

23/10/2017

Os participantes da 7ª Semana de Formação sobre Paróquia Missionária acontecida de 16 a 20 de outubro identificaram pérolas com a finalidade de agregá-las na medida do possível na caminhada da Iniciação à Vida Cristã. Agradecidos somos a Deus o caminho que percorremos durante esta semana e toda a riqueza partilhada e vivida entre os participantes.

Dia 17 de outubro de 2017

  1. A experiência de sentar-se para escutar o outro. A Igreja que sai deve “sentar-se”.
  2. Será que nós apontamos o caminho, ou caminhamos juntos? Se nós celebrássemos bem a Eucaristia não precisaria de mais nada.
  3. Sou pessoa inteira quando estou na comunidade, fora dela, sou um “pedaço” de pessoa.
  4. A inspiração catecumenal nos dá o sentimento de pertença.
  5. Levar o anúncio para a vida do “catequizando” e os seus familiares… O Catequista sozinho não faz nada, a comunidade tem que ser participativa.

Dia 18 de outubro de 2017

  1. A vivência cristã se exprime na alegria de servir.
  2. Estar junto fazendo o diferente enraizamento em Cristo, revelando que o cristão é não só falar de Deus, mas viver em Deus.
  3. “Adormeci e sonhei que a vida era alegria; despertei e vi que a vida era serviço; servi e vi que o serviço era uma alegria” (Robindronath Tagore).
  4. O fruto da missão da Paróquia Missionária é formar novos cristãos.
  5. O que é prioritário em nossa Missão é gerar e cuidar / transmitir a fé.
  6. A celebração penitencial deve sempre evidenciar o imenso amor de Deus para conosco.
  7. A comunidade é a casa da Iniciação à Vida Cristã, não pode haver Iniciação alheia à comunidade eclesial.
  8. A família é o berço da Iniciação à Vida Cristã, a primeira escola de oração e de fé.
  9. É preciso investir esforços na implantação de uma Iniciação à Vida Cristã que envolva a catequese familiar.

Dia 19 de outubro de 2017

  1. O sacramento é posto de combustível, não é garagem.
  2. É a comunidade inteira que precisa se responsabilizar, transformando-se em casa da Iniciação à Vida Cristã.
  3. Os sacramentos são o sujeito, e a iniciação, o efeito: se inicia com e pelos sacramentos, e não aos sacramentos.
  4. Iniciação à Vida Cristã é um ir devagar, mas sem pausa. Continuar caminhando sem parar.
  5. Um passo: aproximar-se das pessoas.
  6. As pessoas têm sede da palavra de Deus!
  7. Comunidade: local de criar laços de amizade, partilha de vida.
  8. Tornar-se cristão é um trabalho artesanal de paciência, escuta e leitura.
  9. Iniciação à Vida Cristã é prioridade: missão/evangelização, catequese e pastoral.